Recolher obrigatório decretado nas províncias anglófonas dos Camarões

Yaoundé, Camarões (PANA) – As localidades anglófonas dos Camarões estão sob um recolher obrigatório e um regime militarizado desde sexta-feira das 21 horas às seis horas de manhã, anunciou o governador da província do sudoeste dos Camarões, Bernard Okala Bilai.

Num comunicado oficial, o responsável indicou que estas medidas visam  fazer fracassar  manifestações secessionistas anglófonas previstasd para este dia de 1 de outubro corrente para marcar a divisão dos Camarões.

Segundo o comunicado, medidas de segurança foram tomadas por iniciativa do Presidente camaronês Paul Biya, para impedir aos apoiantes da secessão de realizarem o seu programa.

Trata-se duma proibição total da circulação de  motos táxis, da suspensão dos transportes interurbanos nas localidades da província do sudoeste, da interdição dos movimentos das pessoas duma cidade para outra, do encerramento das fronteiras terrestres e marítimas, dos bares,  das discotecas, da proibição da mobilização de mais de quatro pessoas em lugares públicos bem como da suspensão de todas as atividades portuárias e marítimas nesta localidade.

Os pais foram exortados a masnter seus filhos em casa e os soibas, políticos e religiosos e as elites foram chamados a assumir as suas inteiras responsabilidades ao sensibilizarem as populações à necessidade de se proteger a paz e a unidade do país.

Há vários meses, as províncias do sudoeste e do nordeste dos Camarões estão abaladas por uma crise identitária que culminou na vontade dos secessionistas de proclamarem um Estado anglófono a 1 de outubro de 2017.

-0- PANA EB/JSG/FK/DD 01out2017

01 Outubro 2017 14:58:36


xhtml CSS