RSF pede libertação de blogger egípcio detido no Egipto

Cairo- Egipto (PANA) -- A Organização de Defesa da Liberdade da Imprensa, Repórteres Sem Fronteiras (RSF) expressou terça-feira última a sua preocupação pelo estado de saúde dum jovem blogger egípcio detido durante uma greve em Abril passado, exigindo a sua libertação imediata do governo egípcio.
"Kareem El-Beheiri é submetido a maus tratamentos.
Ele começou uma greve de fome e estamos muito preocupados com o seu estado de saúde.
Pedimos às autoridades para o libertarem”, declarou Repórteres Sem Fronteiras num comunicado.
Karim El-Beheiri perdeu o seu emprego por "ausências” devidas à sua detenção, indignou-se a organização RSF.
Kareem El Beheiri foi detido a 6 de Abril em Mahalla (norte) quando cobria uma greve que afectava a empresa têxtil Misr Spinning and Weaving Company, onde trabalha.
Confrontos eclodiram nesta cidade a 6 de Abril e duraram alguns dias, fazendo pelo menos três mortos e centenas de pessoas detidas.
O apelo para a libertação de El Beheiri ocorre em menos duma semana depois de a organização Human Rights Watch (HRW) ter criticado e condenado o tratamento infligido a Ahmed Maher Ibrahim, de 27 anos de idade, que foi despido, espancado e ameaçado de violação após ter utilizado a rede social Facebook para apoiar os apelos para a greve geral de 4 de Maio.
Os egípcios utilizavam Facebook como meio para reforçar o apoio ao boicote e às manifestações de massa, de acordo com a fonte.
De acordo com este site Internet, 70 mil pessoas são membros dum grupo que apoiou as greves gerais de 6 de Abril e de 4 de Maio.
Nestes últimos meses, o Egipto registou alguns protestos e greves contra salários baixos e preços elevados de produtos de primeira necessidade.
De acordo com RSF, o Egipto conta seis milhões de internautas e "a sua blogosfera é uma das mais activas do Médio Oriente”.

21 Maio 2008 19:31:00




xhtml CSS