RD Congo quer pôr termo às violências contra mulheres

Kinshasa, RD Congo (PANA) – A ministra congolesa do Género, Família e Criança, Marie-Ange Lukiana, exprimiu em Kinshasa a necessidade dum apoio mais determinado da comunidade internacional para erradicar totalmente as violências contra a mulher.

Falando terça-feira por ocasião da celebração do Dia Internacional da Mulher, ela saudou os progressos significativos realizados durante esta primeira legislatura da terceira República pelas instituições, acompanhadas pelas forças vivas da nação e o apoio dos parceiros de desenvolvimento em termos de promoção dos direitos das mulheres, da juventude e da rapariga, bem como na luta contra as violências contra a mulher.

« Mesmo personalidades da República não são poupadas pela tolerância zero », declarou Marie-Ange Lukiana.

A ministra do Género, Família e Criança afirmou que houve um crescimento de 5 para 20 porcento da taxa de participação das mulheres nas empresas e na magistratura na RD Congo.

Na RD Congo, o dia foi celebrado sob o lema « Igual Acesso dos Homens e das Mulheres, Rapazes e Raparigas à Formação Igual Acesso às Mesmas Oportunidades para um Congo Paritário”.

-0- PANA /AAS/SOC/MAR/TON 09março2011

09 Março 2011 11:54:55


xhtml CSS