RD Congo proíbe venda de medicamentos sem prescrição

Kinshasa, RD Congo (PANA) –  Nenhum medicamento será vendido sem prescrição médica na República Democrática do Congo (RDC), a partir de 1 de maio próximo, anunciou quinta-feira o ministro congolês da Saúde Pública, Victor Makwenge Kaput.

Falando por ocasião das celebrações do Dia Mundial da Saúde, Kaput indicou que "um controlo rigoroso sobre o abastecimento de medicamentos nos estabelecimentos de venda grossista será regulado pelo uso de encomendas para privar as ruas, os mercados públicos e outras lojas denominados abusivamente por farmácia".

O Ministério da Saúde tomou o compromisso de sanear o setor com diferentes ações para fazer face à ameaça da resistência aos antimicrobianos como consequência, nomeadamente, da "desordem que reina no setor farmacêutico".

Trata-se nomeadamente de promover o setor da saúde, promulgar a política farmacêutica nacional e fazer votar pelo Parlamento a lei quadro da saúde e a lei do exercício da farmácia, disse.

-0- PANA KON/TBM/SOC/MAR/IZ 08abril2011

08 Abril 2011 14:35:16


xhtml CSS