RD Congo favorável à modificação do mandato da MONUSCO

Addis-Abeba, Etiópia (PANA) – O ministro congolês dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Francofonia, Raymond Tshibanda, declarou quinta-feira à noite em Addis Abeba, que o seu país está favorável à modificação do mandato atual da Missão das Nações Unidas para a Estabilização da RD Congo (MONUSCO) a fim de integrar nos capacetes azuis uma brigada dos Estados da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

« A nossa convicção é que esta fórmula permite avançar rápido e facilitar o desdobramento rápido das tropas da CIRGL. A brigada de alerta da  Comunidade dos Estados da África Austral (SADC)  composta por quatro a cinco mil homens está pronta para ser enviada para o leste da RD Congo”, afirmou o governante congolês a um grupo de jornalistas.

Falando à margem da 22ª sessão do Conselho Executivo da União Africana (UA), o chefe da diplomacia congolesa declarou que os peritos militares onusinos examinaram o conceito de criação desta brigada  e julgaram-na totalmente «possível e eficaz ».

« As Nações Unidas, com as quais mantiveram conversações sobre a questão, responderam-nos que as condições levantadas pela CIRGL não lhes criam nenhum problema. Nós desejamos então progredir neste sentido a fim de que a brigada se desdobre o mais cedo possível », acrescentou o chefe da diplomacia congolesa.

Ele afirmou que o desdobramento desta brigada é necessário para avançar para uma solução política para a situação no leste da RD Congo.

« O envio das tropas deverá fazer-se rapidamente no interesse da paz e do diálogo  político de que, como se sabe, está no impasse. Todo o mundo está convencido de que para, que nós avancemos, é importante que todas as componentes identificadas da solução possam ser aplicadas ao mesmo tempo », disse Tshinbada.

-0- PANA SEI/AAS/FK/IZ 25jan2013

25 Janeiro 2013 16:31:21




xhtml CSS