RD Congo alberga edição de 2010 da Marcha Mundial de Mulheres

Kinshasa- RD Congo (PANA) -- Uma delegação do Movimento Social Internacional das Mulheres encontra-se em Bukavu, a capital provincial de Kivu Sul, na RD Congo, no quadro dos preparativos duma Marcha Mundial das Mulheres prevista para 14 a 17 de Outubro de 2010.
O evento, segundo a coordenadora do Secretariado Internacional da Marcha Mundial das Mulheres, Mairiam Nobre, que falava segunda-feira à Rádio Okapi, destina-se a "combater a injustiça".
De acordo com esta estação de rádio onusina, a delegação do Movimento Social Internacional de cinco membros vai trocar ideias com os seus colegas do Comité Provincial Organizador da marcha e com as diferentes camadas da população de Bukavu sobre a organização desta manifestação.
"Em Bukavu, pode-se verdadeiramente falar da possibilidade de construir a paz, a justiça e a igualdade entre as mulheres e os homens e agir contra todas as causas da guerra bem como trabalhar na necessidade de termos uma paz duradoura", realçou Nobre.
Ele explicou ainda que decidiram vir a Bukavu "para melhor conhecer a realidade, mas pensamos verdadeiramente que se pode agir para mudar a realidade, aprender a partir das experiências das mulheres desta localidade, de todas as resistências que foram feitas e ter maior energia para criar maior impacto sobre o andamento das coisas no mundo".
Para além da marcha, conferências e seminários serão igualmente organizados em Bukavu, disse a coordenadora do Secretariado Internacional da Marcha Mundial das Mulheres, acrescentando que projectos de desenvolvimento viáveis iniciados pelas mulheres serão igualmente financiados.
A iniciativa da Marcha Mundial das Mulheres foi lançada pela primeira vez em 2000.
Uma segunda edição foi organizada em 2005 em todos os países do mundo onde associações feministas apoiam esta actividade.
A marcha mundial das mulheres é um movimento mundial de acções feministas que reuném grupos e organizações de base que trabalham para eliminar as causas da probreza e da violência contra as mulheres.
Esta organização afirma lutar contra todas as formas de desigualdades e de discriminação sofridas pelas mulheres.
A marcha mundial das mulheres preconiza igualmente o respeito e o reconhecimento da diversidade entre as mulheres, a liderança das mulheres e a força das alianças entre as mulheres e com os outros movimentos sociais progressistas.

27 Outubro 2009 20:29:00




xhtml CSS