Quenianos chamados a respeitar decisão de Supremo Tribunal sobre conflito pós-eleitoral

Addis Abeba, Etiópia (PANA) – O Conselho de Segurança e Paz (CSP) da União Africana (UA) pediu ao povo queniano para respeitar inequivocamente as decisões do Supremo Tribunal do país sobre o conflito resultante das eleições de 8 de agosto de 2017.

Num comunicado publicado quarta-feira em Addis Abeba, na sequência duma troca de pontos de vista sobre os desenvolvimentos posteriores às eleições no Quénia, o CSP exige que todos os atores políticos e as partes em apreço se abstenham de fazer declarações irresponsáveis ou de incorrerm em ações de incitação à violência e destruidoras da paz prevalecente no Quénia.

O CSP evocou um comunicado da sua 713ª reunião realizada a 24 de agosto de 2017 relativo às eleições em África, exortando os partidos políticos a não recorrerem à violência como meio de exprimir a sua contestação dos resultados eleitorais.

Aconselhou no entanto aos Quenianos a usarem de todos os canais jurídicos disponíveis para resolverem qualquer divergência ligada às eleições.

Por outro lado, o CPS felicitou o Quénia, por intermédio do seu Conselho Nacional de Gestão das Eleições , por ter  dirigido pacificamente o processo eleitoral nacional realizado a 8 de agosto de 2017.

Saudou igualmente a calma que prevaleceu no país desde o anúncio dos resultados do escrutínio.

O CSP reconheceu que os partidos políticos "que se sentiram lesados" no Quénia recorreram aos canais e mecanismos jurídicos estabelecidos, como o prevê a Constituição do Quénia, para examinar questões litigiosas relativas aos resultados eleitorais.

Mereceu também os seus elogios o Supremo Tribunal do Quénia por  ter examinado atentamente esta questão, de acordo com o comunicado.

-0- PANA AR/MTA/IS/SOC/FK/DD 31agosto2017

31 Agosto 2017 09:29:25




xhtml CSS