Quatro trabalhadores raptados em campo petrolífero na Líbia

Tripoli, Líbia (PANA) – Homens armados não identificados raptaram quatro trabalhadores da Empresa Nacional Líbia de Petróleo (NOC), em Tripoli, num ataque sábado contra a sua estação nº 186 do campo de al-Charrara, um dos maiores jazigos petrolíferos  do país, anuncia um comunicado da empresa.

No comunicado, a NOC revela que dois dos quatro empregados raptados foram mais tarde  foram libertados.

O Comité de Direção da empresa diz estar a acompanhar os desenvolvimentos da situação, em estreita colaboração com a direção do consórcio Akakus, e que deram instruções ao diretor da NOC e ao seu responsável pelas operações para se apresentarem no local.

A NOC indicou também estar em contacto com as autoridades competentes para resolver este problema e garantir a segurança dos seus trabalhadores.

Com uma capacidade de produzir 340 mil barris por dia, o  campo de al-Charrara está parcialmente encerrado após o ataque, e os trabalhadores estrangeiros deixaram o local.

A  Akakus  é um consórcio entre a NOC, a Total, a Repsol, a Statoil e a OMV, lembre-se.

Por precaução, os poços de petróleo foram encerrados nos arredores e todos os outros trabalhadores evacuados.

-0- PANA BY/IS/SOC/FK/IZ 15julho2018

15 Julho 2018 14:57:28


xhtml CSS