Próximas presidenciais fazem manchete da imprensa mauritaniana

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- As eleições presidenciais previstas para finais deste ano constituem a principal manchete dos jornais publicados neste país durante esta semana.
Falando da deslocação quinta-feira do Chefe de Estado, Maaouiya Ould Sid'Ahmed Taya a Nouadhibou (capital económica do país, situada a 470 km a norte de Nouakchott), o "le Calame" titula: "Visita do Presidente da República a Nouadhibou: inaugurar a campanha".
Para este jornal, "a inauguração dos projectos de desenvolvimento" alegada pela imprensa oficial só pode ser um pretexto, pois "todos os movimentos de Ould Taya no interior inscrevem-se a partir de agora no quadro da campanha para as próximas eleições presidenciais".
O "Nouakchott-Info" de quinta-feira fala também "das intenções da visita de Ould Taya a Nouadhibou" que segundo o jornal, "são políticas".
O "L'Eveil-Hebdo" da quarta-feira, por sua vez, sublinha o ambiente de pré-campanha ao escrever : "Presidenciais: Ould Taya a norte, Ould Daddah (líder do principal partido da oposição) a leste, uma verdadeira campanha eleitoral antecipada".
Segundo o jornal, tudo se passa como se cada um dos futuros candidatos "quisesse debicar no terreno do outro", porque o norte é tido como uma zona de oposição enquanto o leste como de apoio ao partido no poder.
O último número do jornal "L'Authentique" fala da "autêntica falsa candidatura de Mohamed Khouna Ould Haildallah", ex-chefe de Estado.
Tendo em conta as "suas relações fraternas com o actual Chefe de Estado", o jornal estima pouco provável esta candidatura.

25 Abril 2003 09:23:00


xhtml CSS