Prosseguem protestos contra Governo mauritano

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- A moção de censura contra o Governo do primeiro-ministro mauritano, Yahya Ould Ahmed Waghef, apresentada segunda-feira à tarde por 40 deputados do principal partido da maioria, foi justificada pelas dificuldades económicas do país e pela ausência duma estratégia clara para combater estes problemas, indicou terça-feira à PANA o porta-voz desta coligação, Sidi Mohamed Ould Maham.
O deputado do Departamento de Atar (norte) denuncia a "incapacidade" do actual Governo de lançar reformas num contexto mundial marcado por uma crise profunda e por um aumento contínuo dos preços.
Os deputados proponentes da moção de censura criticam um alegado regresso ao Governo de vários ministros "símbolos da má gestão" que trabalharam sob o regime do Presidente Maaouya Ould Sid'Ahmed Taya, derrubado militarmente a 3 de Agosto de 2005.

01 Julho 2008 16:34:00




xhtml CSS