Proposta de Kadafi sobre NEPAD divide África

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- Os líderes africanos que criaram a Nova Parceria para o Desenvolvimento de África (NEPAD) opuseram-se à proposta feita pelo presidente da União Africana (UA), Muamar Kadafi, relativa à dissolução duma das suas principais comissões.
O líder líbio propôs a dissolução do comité dos chefes de Estado encarregue da aplicação da NEPAD e a integração de todos os seus programas na UA.
Ele opôs-se aos dois gabinetes, um dos quais na África do Sul e o outro em Addis Abeba, na Etiópia, e sugeriu a dissolução do plano da NEPAD, uma ideia apresentada pelo ex-Presidente americano, George W.
Bush.
Segundo algumas fontes, a questão da dissolução do comité dos chefes de Estado encarregue da sua aplicação ou dos programas da NEPAD levantou vivos protestos.
O primeiro-ministro etíope, Meles Zenawi, que presidia aos debates sobre os programas da NEPAD, teria declarado ao líder líbio que os Presidentes africanos desejavam manter o controlo total das actividades da NEPAD.
A Argélia, a Nigéria, a África do Sul e o Senegal, cujos Presidentes instauraram a NEPAD em 2000, opuseram-se à dissolução do comité dos chefes de Estado.
O líder líbio declarou que o facto de ter dois gabinetes para a NEPAD multiplicava os encargos e equivalia a dotar a UA de dois secretariados.
A 22ª Cimeira do Comités dos Chefes de Estado para a sua aplicação registou a participação do líder líbio, do presidente da Comissão da UA, Jean Ping, dos Presidentes argelino, Abdelaziz Bouteflika, e sul-africano, Jacob Zuma.
Zenawi indicou que o objectivo da reunião é examinar as questões essenciais relativas à integração da NEPAD nas estruturas da UA.
Ele declarou que a integração da NEPAD nas estruturas da UA foi objecto de várias discussões, exortando o seus pares a ter em conta o facto de que a Cimeira deverá resolver todas as questões essenciais antes de iniciar a aplicação do plano de integração.
Sublinhou algumas das realizações no processo de integração da NEPAD, incluindo a criação duma célula de coordenação da NEPAD no seio do gabinete do presidente da Comissão da UA.
O presidente da Comissão da UA, Jean Ping, lembrou que a Comissão da UA e a NEPAD trabalharam juntos em conformidade com as conclusões da 21ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo para favorecer uma integração lenta da NEPAD nas estruturas da organização.
Explicou que esforços foram realizados nos programas de trabalho da Comissão da UA e do Secretariado da NEPAD para identificar as relações, favorecer uma delimitação clara dos papéis e promover os esforços comuns.
Os chefes de Estado examinaram o relatório de actividades do Secretariado da NEPAD apresentado pelo presidente-director-geral da NEPAD, Ibrahima Assane Mayaki, para o período de Julho de 2009 a Janeiro de 2010.
O comité de aplicação da NEPAD é composto por 20 países, designadamente a Argélia, o Benin, os Camarões, a República Democrática do Congo, o Congo Brazzaville, o Egipto, a Etiópia, o Gabão, Lesoto, a Líbia, Madagáscar, o Malawi, o Mali, a Namíbia, a Nigéria, o Ruanda, o Senegal, a África do Sul, o Sudão e a Tunísia.

31 Janeiro 2010 19:02:00




xhtml CSS