Procurador do TPI solicita sanções mais severas das Nações Unidas contra Sudão

Nairobi, Quénia (PANA) – O procurador cessante do Tribunal Penal Internacional (TPI), Luis Moreno-Ocampo, declarou que a detenção do Presidente sudanês, Omar Hassan El-Bashir, está a levar muito tempo e propôs que um mandado de captura contra o dirigente sudanês seja executado pelas organizações regionais.

Afirmando ao mesmo tempo ser da responsabilidade primeira do Estado do Sudão cumprir a resolução do Conselho de Segurança pela detenção do dirigente sudanês procurado, Moreno-Ocampo, disse que o objetivo final é pacificar as vítimas dos crimes contra a humanidade no Sudão.

Em declarações proferidas terça-feira, o procurador cessante acusou igualmente o dirigente sudanês de submeter a comunidade internacional a "intermináveis negociações de paz" e de ameaçar cometer crimes de guerra em outras partes do Sudão.

Propôs que o Conselho de Segurança analise outros mecanismos de deter o líder sudanês e alguns suspeitos ligados a presumíveis crimes de guerra cometidos na região ocidental de Darfur.

Duramente criticado pelos dirigentes africanos pela sua gestão da situação e dos inquéritos em Darfur, ele pediu que os membros do Conselho de Segurança reconsiderem os seus interesses nacionais para tratar das acusações de crimes de guerra no Sudão e emitir uma advertência severa ao Governo sudanês.

"A execução do mandado de captura vai produzir uma mudança dramática em Darfur. Num caso penal normal, é difícil localizar os fugitivos. O destino de quatro fugitivos no caso de Darfur é conhecido", sublinhou Moreno-Ocampo no seu discurso.

O tribunal procura ainda Ali Kushayb, que continua em Darfur, e Ahmad Harun que, de acordo com o procurador do TPI, podem estar escondidos na residência do seu governador no Kordofan Sul.

O ministro da Defesa, Abdel Rahim Hussein, ocupa o seu escritório no Ministério da Defesa em Cartum e o presidente El-Béchir pode ser encontrado no seu Palácio presidencial em Cartum, disse o procurador.

"A próxima etapa nestes casos de Dafur será deter os acusados", concluiu.

-0- PANA AO/VAO/ASA/TBM/CJB/IZ 06junho2012

07 juin 2012 18:11:01




xhtml CSS