Primeiro satélite panafricano será lançado a 20 de Dezembro

Doualá- Camarões (PANA) -- O primeiro satélite panafricano de comunicação da Organização Regional Africana de Comunicações por Sátelite (RASCOM) será lançado a 20 de Dezembro em Kourou, na Guiana francesa, soube a PANA quinta-feira junto do Ministério camaronês dos Correios e Telecomunicações.
Os Camarões, a Côte d'Ivoire, a Líbia e a Gâmbia vão acolher estações de controlo e telemetria do primeiro satélite panafricano de comunicação, denominado RASCOM 1.
De acordo com o assessor de comunicação do Ministério camaronês dos Correios e Telecomunicações, Amadou Bello, o satélite fornecerá serviços de telefone fixo, dados, conexões nacionais e internacionais, divulgação de televisão directa e acesso à internet, em particular nas zonas rurais de maneira duradoura em todo o continente africano com uma zona de cobertura na Europa e no Médio Oriente durante 15 anos.
A estação dos Camarões, que será instalada em Doualá, capital económica do país, será combinada com a do sistema de satélite Intelsat instalada na mesma localidade e com o ponto de aterragem do cabo submarinho SAT3 e o ponto de terminação dos cabos de fibra óptica nacional, subregional e transcontinental.
Estas infraestruturas posicionam Doualá como centro da África Central e vai oferecer enormes vantagens a África e aos Camarões, onde este instrumento vai favorecer o desenvolvimento das actividades económicas, o desenvolvimento das infraestruturas para ligar as zonas rurais e fronteiriças às TIC, acrescenta o comunicado.
Precisa que elas (as infraestruturas) vão criar vários empregos directos e indirectos e reforçar o estatuto de Doualá como cidade internacional.
O custo deste satélite estima-se em 400 milhões de dólares americanos, mas o sistema permitirá a África economizar os 500 milhões de dólares pagos anualmente aos operadores estrangeiros em espesas de trânsito pela passagem duma grande parte do tráfego interafricano a fraco ou grande débito por centros de trânsito situados fora do continente.
A Organização Regional Africana de Comunicações por Sátelite (RASCOM), criada em Maio de 1992 e baseada em Abidjan (Côte d'Ivoire), é a expressão da firme vontade dos Estados africanos de trabalhar juntos para criar e explorar em comum infraestruturas de telecomunicações do continente.
Ela tem igualmente por objectivo tornar o mercado africano das telecomunicações solvente e mais viável.

14 Dezembro 2007 10:39:00


xhtml CSS