Primeira-ministra senegalesa insta países africanos a enfrentar desafios da educação

Dakar, Senegal (PANA) – A primeira-ministra senegalesa Aminata Touré, instou terça-feira em Dakar, no Senegal, os países francófonos da África Subsariana a atribuir uma grande prioridade à educação, afirmando que eles têm muitos desafios a enfrentar neste domínio.

"Apesar dos esforços envidados à medida das aprendizagens, muitos dos desafios devem ser enfrentados nos nossos diferentes países para instaurar uma cultura de avaliação a todos os níveis a fim de fazer dela um instrumento determinante na melhoria das políticas educativas e das aprendizagens dos alunos », declarou Touré.

Intervindo durante a cerimónia de abertura de um seminário sub-regional sobre a posição e o papel da avaliação na pilotagem e reforma dos sistemas educativos em África, a chefe de Governo senegalesa indicou que esta reunião permitirá analisar e encontrar respostas pertinentes aos principais desafios aos quais fazem face os Estados-membros da Conferência de Ministros da Educação dos Países e Governos da Francofonia (CONFEMEN).

Entre estes desafios figuram a modernização dos sistemas de avaliação, o desenvolvimento de disposivitos desconcentrados, o reforço de capacidade do pessoal educativo, a partilha dos resultados e o envolvimento  das comunidades das coletividades e da sociedade civil e o financiamento das avaliações.

A reunião agrupa 12 países da África Subsariana Francófona membros da CONFEMEN, designadamente o Benin, o Burkina Faso, o Burundi, os Camarões, o Congo, a Côte d’Ivoire, o Mali, o Níger, a RD Congo, o Senegal, o Tchad e o Togo.

Criada em 1960, a CONFEMEN possui atualmente 44 Estados-membros, indica-se.

Ela tem por missão informar os seus membros sobre a evolução dos sistemas educativos e as reflexões em curso,  desenvolver a reflexão sobre os temas de interesse comum para ações a lançar em cooperação, entre outros.

-0- PANA KAN/AAS/IBA/FK/IZ 21maio2014

21 Maio 2014 15:28:54


xhtml CSS