Primeira etapa africana de Rali Dakar anulada por nevoeiro

Cidade do Cabo- África do Sul (PANA) -- Um espesso nevoeiro afectou parcialmente o início da parte africana do Rali Dakar 2005, segunda- feira, com a anulação da primeira etapa entre Rabat e Agadir no Marrocos, soube a PANA de fonte oficial.
Embora tudo estivesse a correr bem para os concorrentes auto, as motos não conseguiram participar na prova devido ao nevoeiro, que impediu a  descolagem dos helicópteros de segurança, deixando assim activos nesta etapa de 123 quilómetros apenas os veículos automóveis.
Os analistas previram que a primeira das etapas especiais, entre Rabat e Agadir, seria difícil no plano da navegação.
A equipa sul-africana com os seus veículos de marca "Nissan Hardbody" ocupava os sexto, nono e décimo lugares, domingo à tarde, enquanto a caravana de Dakar passava a sua primeira noite em terra africana, ao bivaque de Rabat.
Como sempre, recebeu um acolhimento extremamente calaroso do Marrocos e dos seus habitantes, enquanto este ano duas etapas estão previstas no reino do Marrocos.
A equipa Nissan não teve problemas de navegação, mas Colin McRae e Giniel de Villiers foram vítimas do rebentamento de pneu.
Perderam ambos alguns minutos na etapa, vencida por Robby Gordon.
De Villiers terminou oitavo e McRae décimo primeiro.
Azi Vatanen, que não teve problemas de pneus, acabou a etapa especial em nono lugar.
Os veículos da equipa sul-africana Nissan Hardbody reservam as suas forças para a etapa mauritaniana, anunciaram os seus responsáveis.
"A etapa foi magnífica.
Durante os primeiros quilómetros, assemelhava-se realmente a uma etapa do campeonato do mundo do rali.
Mas, a navegação acabou por complicar-se.
Era essencial não falhar nenhuma mudança de direcção, e não era fácil prever tudo", declarou McRae.

04 Janeiro 2005 12:36:00


xhtml CSS