Presidente tunisino discorda de novo Governo de seu primeiro-ministro

Túnis, Tunísia (PANA) – O Presidente tunisino, Beji Caid Essebsi, discorda da remodelação ministerial realizada segunda-feira à noite pelo primeiro-ministro, Youssef Chahed, declarou no mesmo dia a porta-voz da Presidência da República tunisina, Saida Garrach.

Numa declaração radiofónica, Garrach frisou que o primeiro-ministro não discutiu com o Presidente da República sobre a remodelação anunciada muito tarde segunda-feira.

A seu ver, a iniciativa do chefe do Governo foi precipitada e constitui "uma política de  facto consumados", marcada pela mudança dos nomes sem concertação prévia.

Do seu lado, o primeiro conselheiro junto da Presidência tunisina, Noureddine Ben Ticha, precisou que "o Presidente Essebsi foi informado sobre a remodelação governamental muito tarde segunda-feira deparando-se com uma lista diferente da anunciada pelo primeiro-ministro, Youssef Chahed.

Afirmou que, exceto alguns nomes, o Governo era o do movimento Ennahda (Islamita), acrescentando que primeiro-ministro foi nomeado pelo Presidente da República, mas que este  se tornou num "peão entre as mãos de um outro partido que não venceu as eleições".

O presidente da Comissão Finanças do Parlamento tunisino, Mongi Rahoui, afirmou que o novo Governo será destituído em janeiro e fevereiro próximo.

Numa entrevista a uma rádio local,  Rahoui previu que o Governo será destituído devido a manifestações de ruas.

-0- PANA YY/IN/JSG/FK/DD 6nov2018

06 Novembro 2018 12:40:09


xhtml CSS