Presidente sudanês ameaçado de detenção durante cimeira da UA na África do Sul

Cidade do Cabo, África do Sul (PANA) - O Centro de Litigância da África Austral (CLAA) prometeu solicitar um mandado de captura contra o Presidente sudanês, Omar al-Bashir, se este  participar na cimeira da União Africana (UA) agendada para esta semana em Sandton, na África do Sul.

O diretor deste centro baseado em Joanesburgo (África do Sul), Kaajal Ramjathan-Keogh, citado pela imprensa local nesta sexta-feira, declarou ter recebido a informação de que o Presidente Bashir, procurado pelo Tribunal Penal Internacional (TPI), poderá participar na cimeira.

Em 4 de março de 2009, o Presidente al-Bashir  tornou-se no primeiro Presidente em exercício inculpado  pelo TPI a  ser objeto de um mandado de detenção do TPI lançado a pedido do procurador desta jurisdição na época, Luis Moreno-Ocampo, a  14   de  julho de 2008.

Al-Bashir é acusado de ser indiretamente corresponsável em cinco acusações de crimes contra a humanidade (assassinato, extermínio, transferência forçada, tortura  e violação) e duas acusações de crimes  de guerra (ataques diretos contra civis e pilhagem), no quadro  da guerra em Darfur, uma  região ocidental do Sudão.

Enquanto membro do TPI, a África do Sul está sujeita ao dever de o deter em seu território.

-0- PANA CU/SEG/NFB/DIM/IZ 12junho2015

12 Junho 2015 15:00:09




xhtml CSS