Presidente senegalês anuncia votação da lei da paridade

Dakar- Senegal (PANA) -- O Presidente senegalês, Abdoulaye Wade, anunciou no fim-de-semana, a iminência da votação da lei da paridade entre homens e mulheres em todos os cargos eletivos e empresas nacionais.
Wade falava na abertura oficial da 9ª edição da Bienal da Arte Contemporânea de Dakar (Dak'Art 2010) que marca igualmente o 20º aniversário da referida manifestação e que vai prolongar-se até 7 de Junho próximo.
"Hoje, estamos num momento que constitui uma viragem decisiva para o nosso país, porque a Assembleia Nacional vai brevemente votar a lei da paridade homens-mulheres", disse.
Segundo ele, esta lei vai aplicar-se a todas as assembleias eletivas, designadamente a Assembleia Nacional, o Conselho Económico e Social, o Senado, os Conselhos Municipais e Rurais bem como aos Conselhos de Administração de todas as empresas do Estado.
Esta lei inscreve-se numa lógica de dar mais representatividade à classe feminina, porque, há alguns anos, o Senado conta 40 porcento de mulheres, e a Assembleia Nacional, um pouco menos, lembrou o Presidente Wade.

09 Maio 2010 11:22:00




xhtml CSS