Presidente queniano pede maior uso de swahili em África

Dakar- Senegal (PANA) -- O Presidente queniano, Mwai Kibaki, deixou o seu país sábado de manhã para Accra (Gana), onde vai participar na Nona Cimeira Ordinária da União Africana, prometendo defender um maior uso da língua swahili no continente, soube a PANA de fontes oficiais.
A Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo inicia-se domingo em Accra e o Presidente Kibaki vai participar no grande debate sobre o Governo de união africana, único ponto na agenda deste encontro, de acordo com uma nota a que a PANA teve acesso sábado através dos Serviços de Comunicação da Presidência em Nairobi.
"O swahili é uma língua largamente falada em África e a adopção duma língua africana comum dará uma grande força à unidade dos nossos povos, porque a integração equivale a reunir os nossos países, mas, falamos sobretudo da unidade dos povos africanos", declarou o Presidente Kibaki.
O Presidente queniano deverá partilhar a sua experiência como antigo presidente da Comunidade da África Oriental (CAE), que realizou um crescimento formidável através da criação duma União Aduaneira e o seu alargamento a outros países como o Ruanda e o Burundi.
O conceito duma federação política na CAE está actualmente a ser debatida pelos cidadãos dos Estados membros.
Kibaki deverá apresentar as grandes linhas de outras experiências regionais através de alguns blocos económicos como o Mercado Comum da África Austral e Oriental (COMESA) do qual é presidente.
"Comunidades económicas regionais com sucesso são os elementos básicos duma África unida", indica o comunicado citando o Presidente queniano.

01 Julho 2007 11:53:00




xhtml CSS