Presidente nigeriano exorta hierarquia militar a combater Boko Haram

Abuja, Nigéria (PANA) - O Presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, condecorou militares recém-promovidos e exortou-lhes a pôr termo às atividades do grupo islamita terrorista Boko Haram.

O novo chefe do Estado-Maior do Exército, Alex Sabundu Badeh, foi elevado ao grau de general da Força Aérea com quatro estrelas, Kenneth Tobias Minimah ao grau de general do Exército, o general da Marinha Ousmane Oyibe Jibrin ao grau de vice-almirante com três estrelas e Adesola Nunayon Amosun ao grau de general de divisão aérea com três estrelas.

O Presidente Jonathan reconheceu a dificuldade ligada à luta para eliminar o terrorismo e exortou os militares promovidos a desenvolver a cooperação entre as agências para erradicar este flagelo do país.

"Nenhum de nós vai dormir enquanto os Nigerianos que vivem no Estado de Borno não poderem fazer o mesmo: os Nigerianos olham-vós e esperam muito de vós a tal ponto que não têm direito ao fracasso nas vossas novas missões", declarou o Presidente Jonathan.

"Não devemos dececionar o nosso país e acredito que esta nova equipa vai trabalhar em colaboração com os outros serviços de informações porque a batalha contra o terrorismo deve ser vencida. Trabalhei, duma maneira ou duma outra, com alguns de vocês e estou convencido de que neste momento fizemos as boas escolhas para salvar este país, não devem dececionar", acrescentou.

Em resposta, o general da Força Aérea, Alex Badeh, sublinhou que a Nigéria está confrontada com alguns problemas de segurança cujos mais graves são as atividades dos extremistas violentos no nordeste, a bombagem ilegal de petróleo, entre outros crimes cometidos no Delta do Níger.

"Lembro que quando o Exército dum país está em guerra é o país inteiro que está em guerra. Por conseguinte, devemos consentir sacrifícios para que recursos mais consistentes sejam atribuídos para continuar o combate", afirmou.

"O êxito de qualquer guerra ou um combate contra problemas de segurança e a restauração da paz e da estabilidade interna são esssenciais para o advento dum desenvolvimento significativo. Os problemas de segurança no nordeste são superáveis, mas devemos consentir sacrifícios", revelou o general Alex Badeh.

-0- PANA MON/VAO/ASA/AAS/SOC/MAR/TON  06fev2014

06 Fevereiro 2014 16:05:33


xhtml CSS