Presidente maliano determinado a acabar com terroristas no seu país

Bamako, Mali (PANA) – O Presidente maliano, Ibrahim Boubacar Keita, vulgo IBK, promete “perseguir os terroristas até às suas últimas trincheiras”.

IBK fez esta promessa sábado último, durante uma visita de reconforto ao Quartel da Força Conjunta de G5 Sahel, em Sevaré, na região de Mopti (centro), onde um dia antes ocorrera um ataque-suicida perpetrado por jihadistas com um carro armadilhado, de acordo com uma fonte da Presidência maliana.

Declarou com veemência que «este ataque cobarde não nos desviará do nosso objetivo. Vamos perseguir os terroristas até aos seus últimos ninhos».

Segundo a mesmo fonte, IBK deslocou-se a Sevaré, onde é baseado o posto do comando da força conjunta dirigido pelo general maliano Djidié Dacko, para exprimir o seu apoio a estrutura regional cuja missão é restabelecer a paz na faixa sahelo-sariana.

O balanço deste ataque ocorrido sexta-feira última à tarde contra o Quartel da Força Conjunta, é de seis mortos dos quais dois soldados, um civil e três terroristas, e três terroristas feridos.
Quatro assaltantes foram detidos, segundo o governador da província de Mopti, o general Alassane Touré.

Segundo uma fonte de segurança maliana, o ataque foi reivindicado pelo Grupo de Apoio ao Islão e Muçulmanos, filiado na nebulosa rede terrorista internacional da Al-Qaeda.

A força conjunta do G5 Sahel agrupa os países-membros do Sahel, designadamente o Burkina Faso, o Mali, a Mauritânia, o Níger e o Tchad, com o objetivo de neutralizar o terrorismo e todas  outras formas de banditismo na faixa sahelo-sariana.

-0- PANA GT/BEH/FK/DD 2julho2018

02 Julho 2018 13:20:42


xhtml CSS