Presidente ivoiriense promete punir autores de crimes políticos pós-eleitorais

Dakar, Senegal (PANA) – O Presidente da Côte d'Ivoire, Alassane Dramane Ouattara, prometeu sexta-feira em Dakar punir todas as pessoas que cometeram crimes políticos durante a crise pós-eleitoral no seu país

Falando em conferência de imprensa, no segundo e último dia da sua visita de amizade e trabalho ao Senegal, Ouatarra declarou que a Côte d'Ivoire é um Estado de Direito exemplar e que todas as pessoas que cometeram crimes devem ser punidas sem exceção.

« O período de crise foi muito difícil para todos, tanto para os Ivoirienses como para cidadãos de outros países », afirmou o estadista ivoiriense.

Ao evocar a sua eleição à frente do seu país, ele sublinhou que esta não é « uma vingança sobre a Ivoridade » mas que foi eleito por todos os Ivoirienses.

"Não sou num estado de espírito de me vingar de seja quem for, apesar de algumas vicissitudes da vida política que fazem com que um ator possa ver-se às vezes humilhado e revoltado », acrescentou o Presidente Ouattara.

Ele reafirmou a sua ambição de trabalhar no interesse nacional para restabelecer a estabilidade na Côte d'Ivoire e reconciliar os Ivoirienses.

Ao pronunciar-se sobre as suas relações com o primeiro-ministro ivoiriense, Guillaume Soro, cumulativamente ministro da Defesa, o Presidente Ouattara indicou estar satisfeito com o trabalho do chefe de Governo que vai continuar a assumir as suas funções.

Ele afirmou não estar ao corrente da morte do líder dos « Jovens Patriotas » ivoirienses, Charles Blé Goudé.

Ele exprimiu a sua tristeza face à morte do sargento-chefe Ibrahim Coulibaly, aliás IB, um dos seus militantes, prometendo um inquérito para determinar as circunstâncias exatas do seu falecimento.

-0- PANA COU/AAS/SOC/FK/DD 14maio2011

14 may 2011 10:15:48




xhtml CSS