Presidente ivoiriense inicia auscultação da população

Abidjan- Côte d'Ivoire (PANA) -- O chefe de Estado ivoiriense, Laurent Gbagbo, inicia esta terça-feira uma série de consultas com as diversas camadas da população para recolher opiniões sobre a forma de sair da actual crise política que assola o país desde Setembro de 2002, soube-se de fonte oficial em Abidjan.
Nestas consultas a decorrerem até 17 de Novembro corrente, Gbagbo prestende auscultar as diferentes associações socioprofissionais, confissões religiosas, organizações sindicais, femininas e jovenis assim como as populações das chamadas "grandes regiões" do país.
O Presidente Gbagbo, que recorreu várias vezes a este tipo de consultas desde a tentativa de golpe de Estado de 19 de Setembro de 2002, justificou essa intenção de recolher os pontos de vista dos seus compatriotas pela constatação de que todas as "propostas de saída da crise feitas pelo exterior fracassaram".
No final dessas consultas, já denunciadas e rejeitadas pelo opositor Partido Democrático da Côte d'Ivoire (PDCI, ex-partido único), o Presidente ivoiriense, vai dirigir-se depois à Nação para lhe propor o que chama de "novo quadro de regras de saída da crise".
Neste exercício, Gbagbo conta com o apoio da hierarquia das Forças de Defesa e de Segurança (FDS), que quase afirmou a sua submissão ao Presidente pela voz do chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, general de divisão Philippe Mangou.

07 Novembro 2006 08:27:00




xhtml CSS