Presidente interina da RCA saúda conferência de Brazzaville

Brazzaville, Congo (PANA) - A Presidente de transição da República Centroafricana (RCA), Catherine Samba-Panza, declarou à sua chegada ao Aeroporto de Maya Maya, na capital congolesa, que a conferência de Brazzaville é uma etapa importante para relançar o diálogo entre os Centroafricanos.

Samba-Panza está em Brazzaville desde domingo para participar no Fórum para a Reconciliação Nacional e o Diálogo Político, previsto para 21 a 23 de julho com vista a "decidir a cessação de todas as violências" com a assinatura dum "acordo de cessação das hostilidades, de desarmamento dos grupos armados e dum novo quadro político da transição".

"Brazzaville é para nós uma etapa importante para relançar o diálogo entre os Centroafricanos para pararmos de nos matar, para que juntos se decida a cessação das hostilidades e das violências", declarou.

"Numerosos atores centroafricanos virão e outros não têm o direito de vir se acharem. Mas, de maneira geral, houve consenso para que virmos a Brazzaville sob o impulso do medianeiro (Presidente congolês) Denis Sassou Nguesso. Desejamos ter soluções duradouras", acrescentou Samba-Panza.

Por seu turno, o chefe de Estado congolês afirmou que um "consenso se formou sobre a necessidade de iniciar discussões (sobre a RCA) em Brazzaville".

"Penso que devemos estar otimistas e não abandonar o esforço. É importante que a causa centroafricana não seja uma causa esquecida. Vários eventos abalam o mundo e basta pouco para que a atenção da comunidade internacional vire para outra coisa (...). Vamos dever continuar a trabalhar com o melhor espírito", concluiu Sassou Nguesso.

O Fórum de Brazzaville para a reconciliação nacional e o diálogo político vai agrupar 169 Centroafricanos saídos de todas as sensibilidades.

Desde março de 2013, a República Centroafricana atravessa uma crise humanitária e de segurança causada pelo golpe de Estado da coligação Séléka.

-0- PANA MB/BEH/IBA/MAR/TON  20julho2014

21 Julho 2014 16:53:25




xhtml CSS