Presidente gambiano defende integração africana

Banjul- Gâmbia (PANA) -- O Presidente gambiano, Yahya Jammeh, defendeu sábado a integração africana a fim de explorar os recursos naturais do continente no interesse do seu povo.
Falando na abertura da sétima cimeira ordinária da União Africana em Banjul, na Gâmbia, Jammeh explicou que graças à integração África beneficiará de economias de escala e vai maximizar os seus recursos para um desenvolvimento rápido.
O Presidente gambiano sublinhou igualmente a importância de instaurar um mercado comum para África.
Jammeh agradeceu, por outro lado, ao Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, mas considerou o facto de "nenhum país africano dispor dum assento permanente no Conselho de Segurança" de "simulacro de democracia e boa governação".
"O irmão Kofi Annan fez um excelente trabalho durante o seu mandato de 10 anos ao serviço da humanidade.
Graças ao seu trabalho, tornou a ONU mais inclusiva, mais aberta e mais democrática", afirmou Jammeh.
O Presidente gambiano advogou, contudo, que os africanos devem "cessar de ser membros das Nações Unidas sem voz" .

02 Julho 2006 13:15:00




xhtml CSS