Presidente fancês apela para diálogo entre culturas

Bucareste- Romênia (PANA) -- O Presidente francês Jacques Chirac apelou quinta- feira em Bucareste para o "diálogo entre as culturas como forma de garantir a paz e o futuro no mundo".
Falando na abertura da XI cimeira da Organbização Internacional da Francofonia (OIF), Chirac disse que a família francófona "mostrou o caminho" na medida em que "conseguiu em menos da metade dum século tirar da sua própria diversidade cultural o dinamismo original que serve de método moderno para se juntar ao movimento integral do mundo".
O Presidente francês afirmou que "não existe nenhuma perspectiva para o mundo e a Francofonia sem a paz", lamentando por outro lado a tragédia libanesa ocorrida há algumas semanas quando este país foi vítima da agressão israelita.
"Não podemos tolerar o desacordo no seio da nossa família para avivarmos focos de tensões.
Devemos promover o diálogo e as negociações em todos os lugares", afirmou o chefe do Estado francês.
Chirac referiu-se aos países como a Mauritânia, o Haiti e o Togo que demostraram que é possível criar novamente a base duma vida política pacífica através da reconciliação.
Apelou aos ivoirienses para seguirem o mesmo exemplo, sublinhando que só eleições transparentes e justas podem cimentar o caminho da paz para a Côte d'Ivoire sacudida por uma crise política desde 19 de Setembro de 2002.
Por outro lado, o Presidente Chirac homenageou o secretário-geral da OIF, Abdou Diouf, que, a seu ver, tenta "diariamente" resolver os mal-entendidos e reprimir qualquer crise no seio da família francófona.
"Ele (Diouf) conseguiu colocar a sua energia ao serviço da paz, democracia e direitos humanos.
Com ele, a vocação política da OIF materializou-se para sempre", sublinhou o estadista francès, acrescentando que o ex-Presidente senegalês ajudou a organização francófona a "realizar o seu processo de reforma e tornar-se mais consistente e eficiaz".
"A partir de agora, a regra consiste em juntar recursos e partilhar experiências" e o sonho francófono do Presidente Léopold Sédar Senghor, cujo centenário será celebrado a 9 de Outubro próximo, concretizou-se num mundo de grandes mudanças.

28 Setembro 2006 20:09:00




xhtml CSS