Presidente do Iémen pede mediação do chefe de Estado senegalês

Dakar, Senegal  (PANA) – O Presidente do Iémen, Ali Abdallah Saleh, apelou para a mediação do seu homólogo senegalês, Abdoulaye Wade, para a organização de eleições livres no seu país, anunciou a Presidência da República do Senegal num comunicado transmitido sexta-feira à noite à PANA.

Segundo o comunicado, foi durante uma conversa telefónica que o chefe de Estado do Iémen instou o Presidente Wade  "a contactar França, os Estados Unidos, a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e outros países amigos para que ajudem a organizar eleições livres às quais ele não vai candidatar-se e aceitará os resultados ".

Durante esta conversa, Saleh, no poder há 33 anos e assolado por uma contestação há vários meses, "manifestou a sua vontade de deixar o poder", indica o comunicado, que acrescenta que o Presidente Wade apelou, por seu turno, a todos os cidadãos do Iémen para "cessar a violência e as manifestações para organizar concertações na perspetiva das eleições".

Sexta-feira, o Presidente do Iémen e o seu primeiro-ministro, Ali Mohamed Moujawar, foram feridos por tiros de artilharia contra a mesquita do Palácio Presidencial.

-0- PANA SIL/JSG/MAR/IZ  4junho2011

04 Junho 2011 10:33:09




xhtml CSS