Presidente burundês homenageia ex-representante da Comissão da UA no Burundi

Bujumbura, Burundi (PANA) – O chefe de Estado burundês, Pierre Nkurunziza, prestou esta segunda-feira uma homenagem intensa à ação « inesquecível » do ex-representante especial da Comissão da União Africana (CUA) no Burundi, Mamadou Bah,  falecido a 23 de junho último duma doença num hospital de Nairobi, no Quénia.

O Presidente burundês acabava de assinar o livro de condolências  aberto na representação da UA em Bujumbura onde outras personalidades do mundo político local e diplomático começaram a desfilar segunda-feira de manhã para prestar uma última homenagem ao ilustre desaparecido.

« É um monumento que permanecerá para sempre nos corações dos Burundeses », declarou, com uma voz comovida, o chefe de Estado burundês.

« Trrabalhámos juntos durante as negociações dum acordo global de cessar-fogo na guerra civil no Burundi e  na sua aplicação », prosseguiu o líder burundês, antes de sublinhar  ainda que  o diplomata de origem conakry-guineense « ouvia todo o mundo e deixa-nos uma esperança duma paz duradoura ».

O Escritório das Nações Unidas no Burundi (BINUB) divulgou, do seu lado, um comunicado de imprensa, segunda- feira, no qual ele saudou igualmente a memória do desaparecido.

«Sábio conhecedor da geopolítica africana e  negociador inigualável, Mamadou Bah foi o primeiro chefe de missão diplomática a instalar no Burundi um mecanismo de cessar-fogo graças ao desdobramento de observadores e tropas de manutenção da paz », pode ler-se no texto.

« Os Burundeses precisam de tudo, exceto serem mergulhados de novo numa outra guerra e ai de quem queira reacendê-la », advertia em 2007 Mamadou Bah com serenidade e diplomacia que o caraterizavam, lembra o comunicado.

Mamadou Bah faleceu aos 74 anos de idade e após mais de uma década de diplomacia ativa no Burundi e na região dos Grandes Lagos.

-0- PANA FB/TBM/FK/DD 27junho2011


27 Junho 2011 20:33:25




xhtml CSS