Presidente burkinabe quer filme "Timbuktu" em competição oficial de FESPACO

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – O Presidente interino do Burkina Faso, Michel Kafando, diz-se « favorável” à manutenção, na competição oficial do próximo Festival Pan-africano do Cinema e Televisão de Ougadougou (FESPACO), do filme “Timbuktu” do realizador franco-mauritano, Abderrahmane Sissako.

« Se vocês mantiverem o filme « Timbuktu » na competição do FESPACO, virei ver os filmes com vocês »,  lançou nomeadamente Kafando aos cineastas burkinabes durante um encontro com os atores culturais, quinta-feira à noite, na sua residência, enquanto correm rumores relativos à sua retirada.

A algumas horas da abertura da 24ª edição do FESPACO, rumores correm no sentido da retirada,  por razões de segurança, do filme « Timbuktu », sete vezes recompensado com Césares.

« Timbuktu » ou « Le chagrin des oiseaux "  (A Aflição de Pássaros) fala sobre a tragédia vivida pela população de Tombouctou (norte do Mali) durante a ocupação islamita entre 2012 e 2013.

O filme relata as condições de vida precária das  populações desta zona desértica do Mali submetida à lei islâmica.

Os organizadores do FESPACO anunciaram a revalorização do grande prémio "Etalon d'Or de Yennega (maior distinção) que vai passar de 10 milhões para 20 milhões de francos CFA (cerca de 40 mil dólares americanos).

Nesta edição da bienal  do cinema africano, a decorrer sob o lema «Cinema Africano : Produção e Difusão na Era Digital », não haverá "rua mercante" devido à doença do vírus de Ébola que abala a sub-região, indica os organizadores do evento.

-0- PANA NDT/JSG/FK/DD 27fev2015

27 Fevereiro 2015 12:16:54


xhtml CSS