Presidente beninense deplora prejuízos de falsos medicamentos

Cotonou- Benin (PANA) -- O chefe de Estado beninense, Boni Yayi, afirmou segunda-feira em Cotonou que os falsos medicamentos fazem perder ao seu país quatro a cinco biliões de francos CFA anualmente (cerca de 10 a 11 milhões de dólares americnaos).
Falando por ocasião do lançamento duma campanha internacional contra os falsos medicamentos, ele declarou que estes fazem perder aos farmacêuticos locais cerca de 30 biliões de francos CFA (quase 67 milhões de dólares americanos).
"A preservação da saúde dos cidadãos é uma condição indispensável para o desenvolvimento dum país e os medicamentos são de qualquer evidência uma componente de saúde cívica", disse o Presidente beninense.
Segundo os dados oficiais, existem no Benin pelo menos seis mil vendedores de falsos medicamentos apesar das medidas tomadas desde 1999 pelas autoridades para combater o flagelo.
A campanha contra os falsos medicamentos foi lançada por iniciativa da Fundação Chirac, do nome do antigo Presidente francês, Jacques Chirac, que esteve pessoalmente presente na cerimónia na qual participam cerca de 10 chefes de Estado africanos.

12 Outubro 2009 17:39:00


xhtml CSS