Presidente Zuma propõe transformação radical da economia sul-africana

Cidade de Cabo, África do Sul (PANA) - O Presidente sul-africano, Jacob Zuma, lançou um apelo para uma transformação radical da economia da África do Sul.

"Embora a economia tenha conhecido turbulências em 2017, estamos satisfeitos por termos  saído desta recessão técnica, e o Produto Interno Bruto do país começou a mostrar melhorias encorajadoras", indicou o Presidente Zuma, na sua mensagem à Nação por ocasião do Ano Novo.

De acordo com o chefe de Estado sul-africano, "o programa de transformação socioeconómica radical será a principal prioridade do Governo para 2018".

Zuma anunciou que a sua promessa da gratuidade do ensino superior para os estudantes saídos de meios pobres e desfavorecidos nas universidades e colégios será uma das maneiras privilegiadas pela qual a transformação vai manifestar-se.

"A intervenção deve ser a transformação radical da economia que será o início da revolução das competências no nosso país para a continuação do nosso programa radical de transformação socioeconómica", acrescentou.

Segundo Zuma, porque 2018 vai marcar o centenário do ex-Presidente Nelson Mandela, falecido  em 2013, será preciso "aproveitar este ano para celebrar a sua contribuição e promover a unidade e a coesão no país".

"Manifestemos o nosso desacordo, se houver, mas na dignidade e no respeito e façamos a promoção da unidade e da coesão para construir juntos o nosso país", indicou.

-0- PANA CU/MA/ASA/JSG/MAR 1jan2018

01 Janeiro 2018 23:41:19


xhtml CSS