Presidenciais de Novembro fazem manchete na Mauritânia

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- A um mês das eleições presidenciais de sexta-feira sete de Novembro de 2003, as diligências comuns dos três candidatos da oposição visando encontrar-se com o presidente cessante Maaouiya Ould Sid'Ahmed Taya foram muito comentadas pela imprensa mauritaniana esta semana.
Maaouiya Ould Sid'Ahmed é candidato à sua prória sucessão pelo Partido Republicano Democrata e Social (PRDS), com quem os três aspirantes da oposição pretendem encontrar-se para "fixar as regras de transparência".
O diário Nouakchott-Info publica na sua manchete "Encontro na cimeira Haidallah (Independente), Ahmed RFD, Messaoud (APP): o trio solicita uma audiência junto de Ould Taya".
Para o mesmo tema, o L'Eveil de 30 de Setembro escreve: "Concertação no seio do campo da alternância".
Citando Ahmed Ould Daddah, o jornal escreve igualmente que "decidiu-se solicitar uma audiência junto do chefe de Estado cessante", para se fixar um código de conduta.
A última publicação do mensal Essor aborda igualmente o prazo das presidenciais de Novembro sob o título "Presidenciais de sexta- feira sete de Novembro de 2003: realidade e implicações".
O periódico Echanges apresenta "os trunfos e as fraquezas dos diferentes candidatos".
Quanto ao Authentique, apresenta os homens que compõem o "Staff" do ex-chefe de Estado e candidato independente Mohamed Khouna Ould Haidallah sob o título "Os homens de Haidallah".

02 Outubro 2003 20:56:00


xhtml CSS