Portugal quer aceder a mercado da CEDEAO através de Cabo Verde

Praia, Cabo Verde (PANA) – O Governo português aposta em Cabo Verde  para ser a porta de acesso de empresários daquele país europeu ao mercado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), anunciou na cidade da Praia o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Portugal.

Luís Campos Ferreira, que se encontra de visita a Cabo Verde, disse à imprensa quarta-feira que a integração do arquipélago na união aduaneira e futuramente na zona monetária da CEDEAO, do qual é um dos 15 Estados-membros, poderá ajudar Portugal a ultrapassar a crise económica que o afeta neste momento.

O governante português precisou que as empresas portuguesas precisam de se internacionalizar de forma a aumentar a capacidade de exportação do país, criando laços com novos povos, mercados e culturas de forma a que a economia portuguesa possa recuperar.

Neste sentido, Luís Campos Ferreira considera que “o mercado cabo-verdiano poderá ser a janela de abertura para os portugueses terem acesso a mercados dos países da CEDEAO que são mais volumosos e com maior capacidade de compra”.

Ele revelou que Portugal acompanha com atenção a evolução do processo da integração de Cabo Verde no espaço da CEDEAO, “já que faz parte daquilo que é a soberania do Governo e das instituições democráticas cabo-verdianas”.

Luís Campos Ferreira disse que Portugal deposita muita esperança numa maior participação de Cabo Verde nos espaço comunitário oeste-africano, uma vez que o arquipélago poderá servir de plataforma para que os produtos portugueses possam penetrar com maior facilidade num mercado de cerca de 300 milhões de pessoas.  

O secretário português de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação chegou na noite de terça-feira à cidade da Praia com uma extensa agenda de encontros e de visitas a projetos ligados à cooperação portuguesa no arquipélago.

No final da visita, ele assinará com o seu homólogo cabo-verdiano, José Luís Rocha, protocolos sobre conteúdos educativos multimédia, assessoria ao Governo de Cabo Verde no âmbito do ensino superior, execução do programa de apoio ao setor da justiça e do programa curricular do empreendedorismo no ensino secundário geral e técnico-profissional no arquipélago.

-0-  PANA  CS/TON 30out2013

30 Outubro 2013 19:16:25




xhtml CSS