População de Cabo Verde aumenta 1,2 porcento em 10 anos

Praia- Cabo Verde (PANA) -- A população de Cabo Verde teve um crescimento de 1,2 porcento nos últimos 10 anos, passando de 434 mil e 625 habitantes em 2000 para 491 mil e 575 em 2010, indicam os resultados preliminares dum censo divulgado pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).
Os dados do censo realizado na última quinzena de Junho e divulgado no fim-de-semana passado permitem concluir que, apesar de se registar um crescimento médio anual, nos últimos 10 anos o ritmo de crescimento foi "muito inferior" ao registado no recensamento anterior, uma vez que a taxa de natalidade tem vindo a diminuir.
No que se refere à distribuição populacional por concelhos, registou-se um aumento acentuado na Boavista, uma ilha de vocação turística, onde a população duplicou, passando de 4 mil e 209 em 2000 para 9 mil e 162, correspondente a um acréscimo de 7,8 porcento.
No município do Sal, o principal centro turístico do arquipélago, a população aumento 5,5 por cento, relativamente ao censo de 2000, com o número de habitantes a passar de 14 mil e 816 para 25 mil e 657.
Por outro lado, foram registados decréscimos nas ilhas de Santo Antão (-2 porcento), Maio (-1,4 porcento) e Brava (-1,3 porcento).
A maioria da população cabo-verdiana (56 porcento) continua a residir na ilha de Santiago, a maior do arquipélago com 273 mil e 919 habitantes.
Seguem-se São Vicente (15,5 por cento - 76 mil e 107) e Santo Antão (8,9 por cento - 43 mil e 915).
Os dados demonstram ainda que a população feminina é superior à masculina em cerca de 1 porcento, uma vez que dos 491 mil e 575 habitantes, 248 mil e 260 são mulheres (50,5 por cento) e 243 mil e 315 (49,5 por cento) são homens.
Em termos de local de residência, 62 porcento da população cabo-verdiana reside no meio urbano, contra os 38 porcento do meio rural.
Por faixa etária, mais de 30 porcento da população tem idades compreendidas entre os zero e os 19 anos e apenas 0,3 porcento do total tem mais de 90 anos.
Em relação à habitação, os dados preliminares do quarto recenseamento da população apontam para a existência de 146 mil e 542 alojamentos, 98 mil e 360 deles moradias independentes, e em, média, os agregados familiares têm 3,9 pessoas.
O Recenseamento Geral da População e Habitação, que acontece de 10 em 10 anos, tem por objetivo contar os habitantes do território nacional, identificar as suas caraterísticas e revelar como vivem os Cabo-verdianos.
Os recenseamentos permitiram acompanhar a evolução das caraterísticas da população ao longo do tempo, reforçar a consideração das variáveis demográficas nas políticas e programas de desenvolvimento, nomeadamente pelo sistema de planeamento.
Em Cabo Verde, os censos são realizados desde 1960, e os três efectuados após a independência, em 1975, (1980, 1990 e 2000) incluíram também a vertente habitação.

26 Setembro 2010 10:53:00


xhtml CSS