População de Cabo Verde acima do dobro em 50 anos

Praia, Cabo Verde (PANA) – A população de Cabo Verde passou de 201 mil e 549 em 1960, altura da realização do primeiro recenseamento populacional no arquipélago, para 492 mil 575 em 2010, ou seja, mais do que duplicou em 50 anos, apurou a PANA terça-feira na cidade da Praia de fonte oficial.

Embora o arquipélago tenha acompanhado a tendência mundial com uma estimativa de sete biliões de habitantes até ao final de 2011, Cabo Verde registou, no entanto, uma taxa de crescimento de 1,2 ao ano nesta década, o que significa que a sua  população cresceu a um ritmo menos intenso que na década anterior (2,4).

Por ocasião do Dia Mundial da População, 11 de julho, O presidente do Instituto Nacional de Estatística (INE), António Duarte, caraterizou a população cabo-verdiana como sendo "extremamente jovem", com uma idade média de 26,8 anos.

Neste momento, cerca de 54 porcento da população tem menos de 25 anos de idade e a maior parte vive no meio urbano (cerca de 62 porcento).

O tamanho médio das famílias cabo-verdianas é de 4,2 filhos por mulher, constatando-se, também, que há um aumento considerável de esperança de vida à nascença, que é de 74 anos.

Por outro lado, o nível da fecundidade vem diminuindo nos últimos anos “graças a investimentos que têm sido feitos ao nível da educação, saúde e formação profissional”.

Para António Duarte, o país tem dado também “passos importantes” em matéria da política populacional, o que faz com que Cabo Verde esteja em vias de atingir a maior parte dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

Entre os ganhos, o presidente do INE ressalva que a taxa de analfabetismo, que era de 25,2 porcento em 2000, passou neste momento para cerca de 17 porcento, o mesmo acontecendo em relação aos indicadores de saúde sexual e reprodutiva.

Nestes últimos, o nível de mortalidade materna e infantil tem-se “reduzido drasticamente”, nos últimos anos, indicou António Duarte.

“Obviamente que os investimentos feitos têm contribuído para a melhoria das condições de vida das populações cabo-verdianas”, sustentou, notando que, apesar de constatar um crescimento mais lento da sua população face à década anterior, Cabo Verde  enfrenta ainda enormes desafios, "tendo em conta a dimensão do país".

-0- PANA CS/IZ 12julho2011

12 Julho 2011 11:08:42


xhtml CSS