Política em destaque na imprensa no Malawi

Blantyre- Malawi (PANA) -- O despedimento repentino de quatro ministros chaves do Governo pelo Presidente malawí, Bingu wa Muthariuka, e a batalha pela sucessão à frente do país dominaram a imprensa, na semana finda, no Malawi.
O jornal "The Nation" relata, sob o título "Moses Chirambo Morreu na África do Sul", que a morte deste ex-ministro da Saúde nas circunstâncias em que ocorreu poderá, segundo analistas, estar ligada ao choque sofrido por este eminente oftalmologista, na sequência da perda brutal da sua pasta ministerial.
O periódico cita membros da família de Chirambo como tendo declarado que este último se deslocou à África do Sul para uma pequena intervenção cirúrgica, mas sofreu um ataque cardíaco que o matou finalmente.
Acredita-se que a demissão de Chirambo, o primeiro oftalmologista do Malawi, e de três outros ministros esteja ligada à feroz batalha existente no país em torno da sucessão do Presidente Mutharika.
Dois campos confrontam-se no interior do Partido Democrático Progressista (DPP), sendo um liderado pelo irmão mais novo do Presidente de 76 anos de idade, Peter, e o outro que defende que o atual Vice-Presidente do país, Joyce Banda, deve legitimamente suceder a Mutharika.
"Jovens do DPP agridem uma deputada", intitula o "Daily Times" que relata a agressão contra a parlamentar do DPP, Anita Kalinde, que foi atacada quarta- feira no Aeroporto Internacional Chileka, em Blantyre, quando tentou juntar-se à delegação que acolhia o Presidente Mutharika no seu regresso da cimeira da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) em Windhoek, na Namíbia.
"Eles afirmam terem recebido ordens de alto nível, de pessoas que duvidam da minha lealdade", teria declarado a deputada.
Algumas seções do DPP tentam ostracizar Kalinde que, por ironia do destino, é uma deputada do distrito natal de Mutharika, Thyolo, bem como outros que estariam alegadamente a apoiar o Vice-Presidente Banda na batalha pela sucessão.

22 أغسطس 2010 12:45:00


xhtml CSS