Polícia burundês com estada ilegal no Rwanda repatriado

Kigali, Rwanda (PANA) – Um oficial da Polícia burundesa, Theogene Irakoze, que entrou ilegalmente no Rwanda foi expulso para o Burundi, por agentes da segurança rwandesa, confirmou à PANA, em Kigali, um alto responsável administrativo em Kigali.

O polícia burundês foi detido, sexta-feira última, por volta das 18 horas 45 minutos locais (16 horas 45 minutos TMG, perto do comissariado de Mabayi, alguns minutos depois de ter entrado no território rwandês a partir duma fronteira porosa.

Segundo informações obtidas, Irakoze abandonou o seu posto na fronteira para entrar no território rwandês.

Altas patentes da Polícia e o representante dos Ministérios da Imigração dos dois lados assistiram ao repatriamento deste último.

Em 2017, um soldado burundês tinha sido detido no Rwanda por atividade suspeita antes de reconduzido ao seu país natal.

O Burundi está mergulhado, desde abril de 2015, numa crise devida à decisão controversa do Presidente burundês, Pierre Nkurunziza, de disputar um terceiro mandato presidencial consecutivo de cinco anos.

O seu ato foi considerado anticonstitucional pela oposição e uma violação do Acordo de Paz de 2006 que pôs termo a 13 anos de guerra civil.

Pelo menos 75 mil Burundeses estão atualmente, como refugiados, no Rwanda, segundo as cifras fornecidas pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

As relações entre o Rwanda e o Burundi estão tensas desde que líderes do mundo inteiro, dos quais o Presidente rwandês, Paul Kagame, pediram a Nkurunziza para abandonar o seu projeto de terceiro mandato.

-0- PANA TWA/VAO/NFB/IS/IBA/FK/DD 17abril2018

17 Abril 2018 11:12:09


xhtml CSS