Pobreza é rural e feminina no Níger, segundo Presidente nigerino

Niamey, Níger (PANA) - No Níger, a pobreza é rural e feminina, porque três pobres em quatro vivem no meio rural e três pobres em cinco são mulheres, declarou segunda-feira o chefe do Estado nigerino, Issoufou Mahamadou, numa mensagem à Nação por ocasião da celebração do 59º aniversário da independência do país.

Face a esta situação, o programa dos Nigerinos Alimentam Nigerinos, ou Iniciativa 3N, constitui, segundo o Presidente Issoufou, "um poderoso instrumento de luta contra a pobreza".

"A melhoria dos rendimentos das culturas pluviais, a promoção da irrigação, a modernização da pecuária, a proteção do ambiente, nomeadamente terras, o desenvolvimento das cadeias de valores são os eixos da iniciativa 3N, destinados à transformação do mundo rural", indicou.

A estes eixos, que visam a fome zero em 2021, prosseguiu, acrescentam-se a eletrificação rural, as aldeias inteligentes, a transição demográfica, nomeadamente através da promoção da saúde  reprodutiva, do empoderamento das mulheres e da sua alfabetização.

Pretende-se apostar igualmente na escolarização das meninas, na formação profissional e técnica das mulheres e dos jovens, no seu acesso a todos os cargos de responsabilidade e no fim aos casamentos forçados e aos casamentos e gravidezes precoces.

-0- PANA SA/JSG/MAR/IZ 18dez2017

18 décembre 2017 17:35:30


xhtml CSS