Plataforma continental de São Tomé e Príncipe pode ser alargada, segundo advogado

São Tomé, São Tomé e Príncipe (PANA) - A plataforma continental de São Tomé e Príncipe pode ser mais extensa do que as atuais 200 milhas náuticas, considerou o advogado holandês Pieter Van Welgen durante uma Conferência sobre Direito do Mar e Segurança Marítima na capital santomense.

"Eu vi alguns documentos de navegação nas Nações Unidas e também estudos que foram financiados pelo Governo da Noruega sobre a plataforma continental de São Tomé e Príncipe e os estudos deixam indicações que a plataforma continental pode ser maior do que as 200 milhas náuticas da zona exclusiva", disse Pieter Van Welgen, Cônsul de São Tomé e Príncipe na Holanda.

Pieter Welgen assegurou, por outro lado, que o alargamento da plataforma continental depende de mais investimentos que o Estado fizer na aquisição dos referidos dados.

A Conferência sobre Direito do Mar e Segurança Marítima foi promovida pelo Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe (IMAP).

-0- PANA RMG/TON 01julho2015

01 Julho 2015 15:50:44


xhtml CSS