Pessoal da Rádio Nacional do Quénia inicia greve

Nairobi, Quénia (PANA)   - Os trabalhadores da Rádio Nacioal do Quénia (Kenya Broadcasting Corporation, KBC), iniciaram uma greve nesta quarta-feira para protestar contra os seus baixos salários e um ambiente de trabalho difícil, após o fracasso de vários meses de negociação com a direção.

Quatro camiões cheios de oficiais paramilitares da Unidade de Elite (GSU) foram desdobrados quarta-feira na sede da KBC para impedir quaisquer perturbações, impedindo assim o pessoal de entrar nos locais.

Uma equipa de uma rádio privada, Capital Radio, que cobria a greve, queixou-se de ter sido vítima de perseguição e do confisco do seu material pela polícia na portaria da KBC.

A KBC, que integra diversas estações rádios, das quais emissoras nacionais e regionais, continuava a emitir, mas os seus programas regulares foram suspensos.

Os amantes de futebol receiam que esta greve afete a retransmissão do jogo Quénia-Togo previsto para esta quarta-feira no âmbito da primeira mão das eliminatórias do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2013.

Os trabalhadores da KBC reclamam por quatro milhões e 500 mil de dólares de subsídios pendentes e exigiem do Estado reformas para melhorar a qualidade do serviço.

-0- PANA AO/SEG/NFB/TBM/IBA/CJB/DD   29fev2012

29 Fevereiro 2012 21:23:00


xhtml CSS