Perspectiva de financiamento de partidos políticos activos no Togo

Lomé- Togo (PANA) -- O financiamento dos partidos políticos no Togo será operacional a partir do final de Outubro próximo, indica um comunicado divulgado quarta-feira em Lomé no termo duma reunião do conselho de ministros deste país da África Ocidental.
Interrogado quarta-feira à noite sobre esta matéria durante um programa da Televisão Nacional, TVT, o primeiro-ministro Gilbert Fossoun Houngbo explicou que este financiamento vai abranger os partidos políticos representados na Assembleia Nacional, designadamente o Comité de Acção para a Renovação (CAR), a Union das forças de Mudança (UFC) e a Coligação do Povo Togolês (RPT, no poder).
Para a primeira fase, o Governo togolês anuncia um montante de 100 milhões de francos CFA (cerca de 211 mil dólares americanos) a repartir na base da representação dos partidos, de acordo com a mesma fonte.
Na Assembleia Nacional composto por 81 deputados, a RPT dispõe de 50 eleitos, seguida da UFC com 27 e do CAR com quatro, lê-se no comunicado.
Fossoun Houngbo afirmou, por outro lado, que um outro subsídio "mais adequado" será concedido em 2009, sublinhando que o seu Governo vai trabalhar na criação dum quadro permanente de diálogo, como o recomenda o Acordo Político Global (APG) assinado pelos actores da vida política do país a 20 de Agosto de 2006.

02 Outubro 2008 20:59:00


xhtml CSS