Peritos defendem empregos para desenvolvimento sustentável em África

Addis Abeba, Etiópia (PANA) - A criação de empregos continua a ser um desafio maior para o desenvolvimento sustentável em África, indicaram peritos na sétima sessão do Comité da Segurança Alimentar e Desenvolvimento Sustentável, que está a decorrer em Addis Abeba, capital da Etiópia.

« A transformação económica de África deve enfrentar os desafios fundamentais do emprego », declararam os peritos no quadro dos trabalhos deste encontro destinado a preparar a posição comum de África na Conferência de Rio +20.

Apesar das taxas elevadas de crescimento, a criação de empregos continuou limitada particularmente entre os jovens e as mulheres, revelando uma fraca correlação entre o crescimento económico e a criação de empregos.

Segundo resultados de estudos, relatados por estes peritos, “o crescimento económico em África nestas últimas décadas é realizado pelos setores isolados de forte intensidade de capitais, com um crescimento da produção de fraca elasticidade de emprego”.

Um exame mais minucioso da questão do emprego no continente indica que os setores baseados nos recursos naturais tais como a agricultura, os setores mineiro, florestal, haliêutico permanecem os mais importantes geradores de empregos, fornecendo juntos 80 porcento de empregos, enquanto o turismo, que se apoia essencialmente na riqueza natural e cultural do continente, garante empregos a seis milhões 300 mil pessoas.

Para os peritos, «uma economia verde deverá manter e reforçar o capital natural que vai constituir uma fonte importante de empregos, de receitas e de subsistência para a grande maioria das populações africanas ».

-0- PANA IT/TBM/SOC/FK/TON 23out2011

23 Outubro 2011 20:27:06


xhtml CSS