Peritos da CEDEAO debatem sobre gestão de emergência de catástrofes naturais

Abuja, Nigéria (PANA)   - Peritos da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)  estão reunidos desde terça-feira em Abuja, capital federal nigeriana, para refletir sobre a necessidade de reforçar o nível de prontidão e capacidades de reação dos países da sub-região face às catástrofes naturais.

Trata-se de um encontro de três dias do Comité Regional de Gestão das Catástrofes (GECEAO).

Ao presidir à reunião, a ministra nigeriana do Ambiente, Hadiza Mailafia, exortou os participantes e os parceiros multilaterais « a encontrar as vias e os meios de elaborar um mecanismo para a avaliação dos riscos a nível regional, a atenuação, a mitigação, a preparação e a intervenção em caso de emergência ».

Mailafia instou os Governos da sub-região a projetar a integração da prevenção dos riscos e a atenuação nos seus programas políticos e de intervenção.

Ela sublinhou que a incapacidade do Governo de fazê-lo na Nigéria provocou as terríveis inundações de 2012 que afetaram 23 Estados da federação, sete milhões 705 mil 398 pessoas e deslocaram dois milhões 157mil 419 outras, fizeram 363 mortos, destruíram 597 mil 476 casas e causaram perdas estimadas em cerca de 17 biliões 300 milhões de dólares americanos.

-0- PANA MON/VAO/ASA/JSG/FK/IZ 5junho2013

05 Junho 2013 11:02:12




xhtml CSS