Patassé favorável ao diálogo em Bangui ou Libreville

Libreville- Gabão (PANA) -- O diálogo inter-centroafricano poderá realizar-se em Bangui (R.
Centroafricana) ou em Libreville (Gabão), declarou terça-feira na capital o chefe do Estado daquele país ada África Central, Ange-Felix Patassé.
O presidente Patassé, que encabeça uma forte delegação ministerial, fez estas declarações aquando a sua chegada terça- feira na capital gabonesa, para uma visita oficial em companhia de responsáveis da coordenação deste diálogo.
"Que o diálogo tenha lugar, na sua totalidade, em Bangui ou que em parte se realize sob a direcção do nosso irmão mais velho, o presidente Bongo, isto é uma questão que devemos abordar com o presidente gabonês", disse ainda Patassé, que sempre se opôs ao pedido dos seus opositores exilados de se organizar este diálogo fora da R.
Centroafricana.
"Não posso pôr a carroça à frente dos bois", acrescentou o chefe de Estado, como prova de flexibilidade da sua posição em relação a esta questão que parecia instaurar uma espécie de diálogo de surdos entre o poder de Bangui e a sua oposição.
É neste mesmo espírito de apaziguamento que Patassé desejou analisar todos os parâmetros antes de "fixar com toda calma a data que corresponda às realidades" para a realização deste diálogo, cujo orçamento estimativo eleva-se a 750 milhões de FCFA (mais de 100 mil dólares americanos).
Agradeceu finalmente ao seu homólogo Omar Bongo por ter disponibilizado uma soma de 100 milhões de FCFA (cerca de 200 mil dólares) com vista a organização das discussões entre Centroafricanos.
"O Gabão fez este gesto, é melhor que a comunidade internacional dê igualmente a sua contribuição", desejou o presidente centroafricano, que dirige uma delegação composta principalmente pelo presidente do diálogo inter-centroafricano, ex-vice- presidente centroafricano e os ministros da Segurança e da Justiça.

11 Março 2003 18:08:00




xhtml CSS