Partido no poder Zimbabwe responde a recurso eleitoral da oposição

Harare, Zimbabué (PANA) - O partido da União Nacional Africana do Zimbabwe - Frente Patriótica (ZANU-PF, no poder) apresentou a sua contestação contra o recurso interposto pela Aliança do Movimento para a Mudança Democrática (MDC, oposição) contra os resultados das eleições de 30 de julho passado ganhas pelo Presidente cessante, Emmerson Mnangagwa.

Lewis Urir, principal advogado do partido, declarou esta quarta-feira à emissora estatal, a Zimbabwe Broadcasting Corporation (ZBC), que o pedido da Aliança do MDC está desprovido de mérito e constitui "pura ostentação política" por não ter conseguido atacar os resultados da forma V11 que todos os partidos políticos possuem.

Por seu turno, o secretário da ZANU-PF para os Assuntos Jurídicos, Munyaradzi Paul Mangwana, também disse que o seu partido está confiante que o recurso apresentado pelo MDC será chumbado por falta de mérito e que o Presidente eleito será devidamente investido.

O MDC apresentou a sua petição sexta-feira passada, contestando o resultado das eleições que atribuíram ao Presidente Mnangagwa 50,8 porcento dos votos contra 44,3 porcento do candidato da oposição, Nelson Chamisa.

Na sua petição, Chamisa alegou fraude eleitoral e más práticas durante a votação.

O seu advogado, Thabani Mpofu, disse que eles têm "provas contundentes" para provar que  Chamisa foi enganado.

O tribunal tem 14 dias para tomar uma decisão.

-0- PANA MA/IZ 15agosto2018

15 Agosto 2018 14:59:40


xhtml CSS