Participantes de honra da cimeira de Ouagadougou

Ouagadougou- Burkina Faso (PANA) -- O Presidente argelino, Abdelaziz Bouteflika, e os seus homólogos Joseph Kabila da RD Congo e Paul Kagamé do Ruanda estão entre os participantes de honra aguardados na X cimeira da Organização Internacional da Francofonia (OIF).
Bouteflika participa sexta-feira na cimeira de Ougadougou a convite do seu homólogo burkinabe Blaise Compaore, tal como em 2002 no encontro de Beirute quando foi convidado pelo Presidente libanês Emile Lahoud.
Antes da cimeira de Beirute, a Argélia, que desde a sua independência, em 1962, se afastara do movimento da Francofonia, poderá aproveitar a cimeira de Ouagadougou para aderir oficialmente à organização, vaticinam observadores na capital burkinabe.
Por seu turno, Kagamé, que começou terça-feira uma visita de três dias ao Senegal, terá nesta cimeira a sua primeira participação desde que assumiu, em Abril de 2000, o poder no Ruanda.
Embora o Ruanda seja um país francófono e membro da OIF desde 1970, o seu líder Kagamé é, por incrível que pareça, um anglófono que não fala francês.
Nascido em 1957 de uma família Tutsi do centro do Ruanda, O jovem Kagamé fugiu com os seus pais para escapar a perseguição dos Hutus e achar refúgio no Uganda onde cresceu e integrou o Exército do líder ugandês Yoweri Museveni.
Só regressou nos anos 1990 e foi nomeado Vice-Presidente e ministro da Defesa no governo de União Nacional antes de liderar a Frente Patriótica Ruandesa (FPR).
Com este partido, foi eleito Presidenete do Ruanda em 2000 e reeleito em 2003 pelo povo ruandês.
Por sua vez, o Presidente da RD Congo, Joseph Kabila, cuja participação na capital burkinabe foi anunciada por fontes seguras, é igualmente uma novidade no fórum.
A última participação de um presidente congolês na cimeira da francofonia foi em Setembro de 1999, em Moncton, no Canadá, quando o seu pai Laurent Desire Kabila dirigia o país.
Outras personalidades de destaque incluem o Secretário-Geral das Nações Unidas, Kofi Annan, que chegou quarta-feira à tarde mas partiu na quinta-feira, sem fazer a habitual alocução que dele se esperava sexta-feira de manhã na cerimónia de abertura.
Outro participante é o presidentes da União Africana (UA), Alpha Oumar Konaré, o ex-presidente do Mali que fará um discurso durante a cimeira.
A presença do Pesidente sudanês, Omar Hassan El-Bechir, cujo país não tem nenhum vínculo com a organização francófona, será sem dúvida uma atracção, com os observadores a falarem da agitada situação no seu país, sobretudo na região oeste de Darfur a braços com uma grave crise humanitária.
Olusegun Obasanjo, líder de um país anglófono e o mais populoso de África, a Nigéria, e presidente da União Africana e da Commonwealth, será certamente um convidado notável da cimeira.

26 Novembro 2004 09:32:00




xhtml CSS