Paquistanês nomeado representante da ONU no Sudão

Nova Iorque- Estados Unidos (PANA) -- Um diplomata paquistanês, Ashraf Qazi, foi nomeado representante especial do Secretário;Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, em Darfur (conturbada província ocidental do Sudão), declarou o porta-voz da ONU, Michelle Montas.
Montas indicou esta semana à imprensa acreditada na sede da ONU em Nova Iorque que Qazi, actualmente representante especial no Iraque, deverá suceder ao neerlandês Jan Pronk expulso em Outubro de 2006 do Sudão por ter criticado o comportamento do Exército sudanês face aos rebeldes de Darfur.
O porta-voz da ONU disse que o novo enviado será empossado em Cartum, capital sudanesa, sem indicar data para tal.
O Secretário-Geral da ONU já informou as autoridades sudanesas sobre sobre esta nova nomeação.
Ele baseou-se na "vasta e alargada experiência diplomática" de Qazi antes de o nomear para este posto, de acordo com Montas.
Ban Ki-moon prometeu, durante o seu empossamento em Janeiro último, fazer da questão de Darfur a sua prioridade e, neste sentido, a sua visita actual ao Sudão visa relançar o processo de paz nesta região oeste-sudanesa confrontada desde Fevereiro de 2003 com uma guerra civil que já fez mais de 200 mil mortos e cerca de dois milhões de deslocados.
O Conselho de Segurança da ONU aceitou a 31 de Julho último enviar uma força de manutenção da paz de 26 mil homens que pertencem à ONU e à União Africana (UA) para garantir a paz e a segurança em Darfur.
Antes de entrar na ONU em 2004, Qazi trabalhou como embaixador do Paquistão em Washington (Estados Unidos), na ex-União Soviética, na China, e na Índia e ocupou outros postos diplomáticos.

06 Setembro 2007 19:26:00




xhtml CSS