Paludismo primeira causa da mortalidade no Níger

Niamey- Níger (PANA) -- O paludismo continua a ser a maior causa da mortalidade no Níger apesar de uma regressão progressiva da sua taxa de incidência, segundo o último boletim semanal do Sistema Nacional de Informação Sanitária (SNIS) do Ministério da Saúde.
Até Dezembro último, foram notificados cinco mil e 199 da doença no SNIS.
De Janeiro a Dezembro do ano passado, foram registados 622 mil 222 casos dos quais mil 151 mortais contra 764 mil 443 casos e dois mil 64 mortes no mesmo período em 2005, revelam os dados do SNIS.
O ano de 2006 registou quatro mil 463 casos de meningite dos quais 325 mortais contra os mil 404 casos e 162 óbitos de 2005.
Também foram notificados três casos de paralisia aguda/poliovírus selvagem (PFA) em Dezembro de 2006, depois de no primeiro semestre do mesmo ano serem declarados 207 casos incluindo 12 de poliovírus selvagem importado contra 153 casos e três mortes de PFA no mesmo perído do ano anterior.
Depois do paludismo, a diarreia de sangue ocupa a segunda posição em termos de morbidade.
Na 52ª semana, um total de 233 casos sem óbitos foram registados, ao passo que no primeiro semestre de 2006 foram notificados 12 mil 758 casos e 12 mortais contra 19 mil 736 sobre sete mortes no mesmo período de 2005.
No final de 2006, nenhum caso de cólera foi declarado bem como não houve nenhum caso desta doença desde a 48ª semana epidemiológica.
No entanto, durante o primeiro semestre de 2006, mil 233 casos dos quais 79 mortes foram registados contra 515 casos e 162 óbitos em 2005.

12 Janeiro 2007 21:02:00


xhtml CSS