Países-membros da troika saúdam diálogo nacional sudanês sob égide da UA

Cartum, Sudão (PANA) – Os países-membros da troika do Ocidente saudaram os esforços envidados para relançar o processo de diálogo nacional inclusivo no Sudão e reiteraram o seu apoio ao grupo de execução de alto nível da União Africana (AUHIP) para facilitar este processo.

Num comunicado divulgado pela Embaixada dos Estados Unidos em Cartum, o grupo da troika, que integra a Noruega, o Reino Unido e os Estados Unidos, declararam que uma reforma significativa da governação e uma paz duradoura deve ser baseadas em princípios que evitem uma solução militar.

O grupo encorajou uma abordagem regional para resolver os conflitos e defendeu negociações pacíficas em que diversos  grupos étnicos, culturais e religiosos, bem como regionais estejam representados para discussões sobre questões de governação, de inclusão política, de partilha dos recursos, de identidade e de igualdade social.

« Os Governos dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Noruega felicitam os esforços recentes para relançar um processo de verdadeiro diálogo nacional no Sudão », indicou o comunicado.

A nota sublinhou que numa altura em o Sudão enfrenta uma nova era crítica da sua história « estamos conscientes das preocupações persistentes de governação exprimidas pelo povo sudanês, dos problemas de desequilíbrios entre o centro e a periferia e de articulação das reivindicações políticas, económicas e sociais, sobretudo nas periferias do país ».

Os membros da troika reafirmaram "o apoio a uma arquitetura de mediação que facilite a resolução dos conflitos e um processo global de diálogo nacional e assim acolher os primeiros progressos com as partes interessadas sudanesas para este fim, sob os auspícios do Grupo de Alto Nível da União Africana ».

-0- PANA MO/AR/MTA/FK/TON 20set2014

20 Setembro 2014 10:31:03




xhtml CSS