Países da CEDEAO instados a desenvolver estratégias nacionais de segurança

Lagos, Nigéria (PANA) – Peritos em matéria de segurança exortaram os países-membros da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) a desenvolverem estratégias nacionais de segurança ligadas a objetivos de desenvolvimento para fazer face à subida de ameaças à segurança na África Ocidental.

Os peritos lançaram este apelo no termo da reunião de validação do Plano de Política Regional sobre a Governação e a Reforma do Setor da Segurança (SSSR/G), este fim de semana, em Banjul, na Gâmbia.

Segundo a Comissão da CEDEAO, os participantes preconizaram igualmente "uma ingerência mínima da política nos assuntos profissionais dos Setores da Segurança dos Estados-membros que já iniciaram as reformas do SSRG a fim de alinhar estas iniciativas com o Quadro de política regional proposto pela CEDEAO uma vez adotado".

No seu relatório de 17 pontos, os peritos convidaram igualmente a CEDEAO a "definir  estratégias, prioridades, calendários, indicadores de sucesso ou falhas na implementação" das reformas.

Pediu-se aos Estados-membros "conscientizarem-se da necessidade de melhorar constantemente a remuneração dos agentes encarregados de assegurar a lei/prestadores de serviço de segurança como condição prévia à aplicação efetiva dos processos SSRG, como preconizado pelo Quadro de prevenção de conflitos da CEDEAO de 2008".

Por outro lado, os peritos defenderam a troca das melhores práticas entre os Estados-membros sobre a Reforma do Setor da segurança.

O Quadro político SSR/G da CEDEAO, que está em elaboração desde 2009, foi revisto pelas autoridades competentes da CEDEAO e peritos internacionais independentes, e deverá ser apresentado ao Conselho de Segurança e Mediação para aprovação depois da sua avaliação pela reunião de Banjul.

-0- PANA SEG/NFB/JSG/CJB/IZ 26maio2014

26 Maio 2014 19:44:43


xhtml CSS